Quero fazer Odontologia, e agora?

O dentista tem a missão de cuidar da saúde e da estética dos dentes e da boca das pessoas. Entre as atividades desenvolvidas pelo profissional está a restauração; a limpeza e a extração dos dentes; a instalação de prótese dentária; a realização de cirurgias e o diagnóstico e tratamento de doenças na gengiva, na língua e na bochecha.

Há quase 40 anos formando profissionais bem qualificados, o curso de Odontologia da Universidade de Taubaté (UNITAU) acompanha as atualizações da profissão. “A nova matriz curricular do curso tem alguns diferenciais, como as disciplinas de odontologia hospitalar; implante; prótese e bucomaxilofacial, além de disciplinas optativas de atendimento a pessoas com deficiência”, explica a Profa. Ma. Ana Paula Lima Guidi Damasceno, diretora do Departamento.

As atividades práticas fazem parte da rotina do aluno de Odontologia da UNITAU. O curso conta com uma unidade móvel de atendimento, o Odontomóvel, além de Clínicas para atender a população local; laboratórios e dois centros de pesquisas, o Núcleo de Pesquisa Periodontal (Nuper) e o Centro de Pesquisas Odontológicas (Cepeo).

O dentista pode atuar em diferentes áreas como implantodontia, ortodontia, periodontia, entre outras, além de poder trabalhar em clínicas populares ou ter o próprio consultório.

A ex-aluna Lara Siqueira, formada em 2014, atua na área da estomatologia (com o diagnostico e tratamento de doenças da boca) e tem seu consultório. “Eu me formei e fui para São Paulo fazer residência no Hospital do Câncer. Fiquei lá até 2016, me especializei em estomatologia, voltei para Taubaté e abri a clínica”, relembra.

“O que achei bem bacana da UNITAU é que tem bastante área clínica, então em relação ao trabalho específico nunca tive problema. Acho que tive muita sorte, porque me formei e já fui fazer especialização, então foi tudo dando certo na minha vida”, diz a ex-aluna sobre suas experiências no mercado de trabalho.

Lara relata o que mais gosta em sua profissão. “O cuidado com as pessoas, eu sempre entendi o paciente como um todo, não chega uma boca sozinha aqui, sempre vem uma pessoa, com problemas, histórias, então eu aprendi a enxergar isso e sempre me apaixonei por cuidar de alguém. Isso é o que eu mais acho bonito na Odontologia.”

Julia Carvalho

ACOM/UNITAU

 

Foto: Leonardo Oliveira / ACOM

About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *