Quero fazer Jornalismo, e agora?

Investigar, analisar, escrever, informar, comunicar. Os objetivos e as funções de um jornalista podem variar de acordo com a área escolhida. O cotidiano de um jornalista é movimentado. A busca por informações, a interpretação dos dados e a produção de conteúdo fazem com que a profissão não tenha muita rotina. Entre a investigação e a publicação, o repórter percorre um longo caminho, passando por entrevistas, apurações, estudos sobre o tema retratado, entre outros.

Há 35 anos, a Universidade de Taubaté (UNITAU) oferece o curso de Jornalismo, com o compromisso de capacitar seus alunos para desenvolver todas essas tarefas. Ao longo da trajetória do curso, a UNITAU já formou inúmeros profissionais. Eles estão nas redações de jornais e portais online, nas rádios, nas emissoras de televisão e até mesmo dentro de empresas.

O Tiago Augusto, por exemplo, fez Jornalismo na UNITAU e hoje é coordenador de comunicação interna do Magazine Luiza. “Hoje, temos mais de 20 mil colaboradores pelo Brasil, com os quais mantemos comunicação transparente e rápida. Para isso, temos fortes e consolidados canais internos, como a TV Luiza, uma rádio interna com programação diária ininterrupta e uma rede social interna que substitui nosso portal na internet”, explica.

unitauvest-2Outra atuação do jornalista é a de repórter ou de apresentador de telejornal, como a Michelle Sampaio, que está há 15 anos na TV Vanguarda. Seu primeiro contato a profissão aconteceu na antiga TV Setorial, atual TV Novo Tempo. No início, Michelle fazia reportagens de rua, mas logo foi convidada a apresentar o jornal da TV, descobrindo, assim, sua paixão pelo telejornalismo. “Gostei muito de entrar nesse mercado e vi que era a área que eu queria. Eu poderia ser editora, apresentadora, repórter… Gostava de todas as funções”. Após a descoberta, aplicar-se foi a chave para alcançar o sonho. “Eu participava muito e acho que isso me ajudou a ser uma profissional melhor. Quando você se dedica e se envolve, você conquista mais as coisas e consegue dar passos maiores”.

Dos tempos de faculdade, Michelle guarda boas lembranças. Os professores e os amigos transformaram a faculdade em um “período maravilhoso”, como Michelle descreve. “Tenho uma ótima recordação de todos os professores. No Departamento de Comunicação, eles deixam um canal aberto com os alunos, e isso é muito bom”, ressalta.

Além do aprendizado vindo dos professores, Tiago ressalta a importância da prática da profissão. “Tive o prazer de estagiar na Central de Comunicação da Universidade, o que foi um aprendizado imenso. Conviver com profissionais da área é a melhor e mais rápida maneira de aprender”.

Quer saber mais sobre o curso de Jornalismo? Clica aqui.

 Marina Lima
ACOM/UNITAU

Fotos: Arquivo pessoal e Leonardo Oliveira/ACOM

About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *